Começando a treinar com clicker – parte I

Então, você comprou um clicker e está pronto para tentar essa nova maneira de treinar seu cachorro? Essas dicas vão te ajudar a começar.

Passo 1. “Carregue ” seu clicker
Clique o clicker uma vez (aperte e solte) e dê ao seu cão um pestisco.
Dica: Use algo que seu cão realmente goste no começo. Pequenos pedaços de comida são melhores porque o cão geralmente engole rápido e está pronto para a próxima rapidamente.
Repita isso até que seu cão reaja ao clicker (ficando surpreso, mexendo as orelhas em sua direção, ou de repente olhar para você procurando pelo petisco). Se ele fizer isso, você está pronto para o próximo passo.
Dica: Tente manter o seu “timing” aleatório (1-5 segundos entre um click/recompensa e o próximo click/recompensa).
Nota técnica: Isso é chamado de “estabelecer um reforço secundário”, mas a maioria das pessoas chama isso de “carregar o clicker”!
Lembre-se: Clique primeiro, depois recompense.

Passo 2. Três maneiras de treinar: Capturar, guiar, ou modelar comportamentos
Capturando um comportamento
Espere até que seu cão faça alguma coisa que você gosta. Pode ser qualquer coisa: levantar uma pata, sentar, tocar sua mão com o focinho, olhar pra você ou ficar com as quatro patas no chão (para um cão que gosta de pular em você).
Quando ver algo, click durante o comportamento e dê ao cão a recompensa (petisco).
Dica: Se o seu cão está muito distraído para notar que você está lhe dando um petisco, volte ao “Carregando seu clicker”.
Toda vez que seu cão exibir aquele comportamento novamente, click e recompense.
Dica: “Timing” (exatidão no momento de clicar) é importante. Pense no clicker como uma câmera que marca o instante em que o cão está fazendo a coisa certa.
Nota: Não se preocupe em dizer o nome do comportamento por enquanto. Cães aprendem por associação, e você quer que ele associe o comando à completa e correta ação. Além do mais, você poderia distrair o cão ou até você mesmo!

Guiando um comportamento
Segure o pestico na frente do focinho do cão. Ele provavelmente vai tentar lamber, mas não deixe que ele o coma ainda. Você pode usar esse petisco como um “ímã do focinho”, já que o cão provavelmente vai seguir ele a todo lugar. Você pode “atrair” ou “guiar” o cão na posição que você quer que ele aprenda. Por exemplo, você pode guiar um “senta” movendo lentamente o petisco do focinho para trás da cabeça dele (mantenha baixo para que ele não pule).
Assim que ele estiver na posição desejada, click o clicker e dê a recompensa da sua mão.

Modelando um comportamento
Essa é uma maneira avançada de “capturar”. Você começa clicando/recompensando o menor sinal do comportamento que você quer chegar no final do treinamento, e depois se concentra em dar pequenos passos até seu objetivo final.
Por exemplo, você deve clicar/recompensar toda vez que seu cão vira a cabeça para a esquerda. Logo ele vai estar fazendo isso mais e mais. Então você clica/recompensa quando ele vira mais. Então, somente quando ele virar e der um passo à esquerda. Então, quando vira a cabeça e dá dois passos, e então três. Eventualmente você vai ter um cão que vai dar uma volta inteira em um círculo, e só vai clicar/recompensar para isso. Então, você vai esperar até que ele faça dois círculos para clicar/recompensar. Então, só vai clicar/recompensar os mais rápidos. Finalmente, você vai ter giros “modelados”.

Passo 3. Adicione um comando verbal
Quando seu cão estiver fazendo o truque constantemente, no ponto que você pode prever quando ele está para apresentar o comportamento, comece adicionando o comando.
Por exemplo, se você sabe que ele está para sentar, diga “Senta”. Se você sabe que ele está para levantar a pata, diga “dá a pata”.
Combine o comando com o comportamento várias vezes.
Dica: cães não sabem o que são “comandos”. Mas seu cão VAI aprender que se ele fizer aquele truque quando ele ouve o comando, ele vai ser recompensado.
Aviso: Se você pegar o hábito de repetir o comando, o seu cão vai achar que ele é “senta-senta-senta”, e vai SEMPRE esperar você dizer três vezes antes de responder a ele!

Fonte: San Francisco SPCA’s training department. Copyright Stacy Braslau-Schneck, 1998.

Anúncios

2 Responses to “Começando a treinar com clicker – parte I”


  1. 1 manuel carvalho 4 março, 2010 às 8:34 pm

    adorei

  2. 2 Rita 19 maio, 2016 às 11:06 am

    Muito obrigado! eu vou começar a treinar o meu cachorrinho e essas dicas vão me ajudar muito. Li também este artigo:http://www.peritoanimal.com.br/carregar-o-clicker-do-cachorro-no-adestramento-20024.html, que tem informações muito boas sobre isso.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Seja bem-vindo!

Este site é uma extensão da comunidade Dicas de Adestramento do Orkut.

Leitores online

web counter

Pesquisar

A função abaixo permite que você localize rapidamente tudo que foi publicado a respeito do termo buscado.

+

Pavê ou pacomê?

Acessos

  • 704,090 visitantes desde jan/08

%d blogueiros gostam disto: