Resolução proíbe cirurgias estéticas em cães e gatos

O Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) proibiu ontem, por meio de resolução publicada no “Diário Oficial” da União, o corte de orelha e retirada das cordas vocais de cachorros e a retirada de unhas dos gatos.

A medida também torna não-recomendado o corte da cauda de cachorros.

Os procedimentos, até agora amplamente utilizados, serviam para aproximar o animal de um ideal de beleza.

“A conchectomia [corte da orelha] e caudectomia [corte da cauda] são tradições que alguém criou por entender que os animais ficam mais bonitos nessa condição, mas temos que respeitar o direito deles”, afirmou Benedito Fortes de Arruda, presidente do CFMV.

Segundo o texto publicado, “ficam proibidas as cirurgias consideradas desnecessárias ou que possam impedir a capacidade de expressão do comportamento natural da espécie, sendo permitidas apenas as cirurgias que atendam as indicações clínicas”.

Uma das formas de expressão costumeiramente barrada por proprietários de cães é o latido, principalmente àqueles que moram em apartamento.

Já o corte de orelha e da cauda de cães e a retiradas das unhas dos gatos é hábito freqüente nas clínicas.

Depois de cortar as orelhas de seu cão, o pit bull Zyon José, 3, o empresário Carlos Tirloni, 27, se arrependeu. Tirloni, de Santa Catarina, disse ter submetido o animal à cirurgia por uma questão estética, para que ele ficasse “parecido com um pit bull”. Depois da intervenção, porém, Zyon ficou “jururu”, sangrando e sem vontade de comer.

Délio Mendes, criador da raça doberman em Brasília, se diz contra a resolução. Segundo ele, em competições da raça, têm vantagem os cães cujas orelhas são aparadas, seguindo a orientação de uma federação internacional.

“É para satisfazer o ego do dono? É, mas a vaidade tem benefício para o cachorro, que vai poder comer ração de boa qualidade pelo investimento que o dono faz nele”, disse.

Em casos de necessidades clínicas, continua permitida a execução dos procedimentos citados. “Nessas situações, é necessária avaliação do veterinário. Pode ter algum caso que tenha necessidade de socorrer, como no caso de um acidente”, afirmou Amilson Pereira Said, integrante do conselho.

Em caso de incêndio, por favor, resgate-me. Criadora da raça schnauzer – em que normalmente se corta a cauda -, Cristiane Favaram disse ter ficado satisfeita com a resolução. “A maior parte das pessoas não visualizam o schnauzer com a cauda inteira. Depois que você convive com isso, passa a gostar”, disse.

A resolução também regulamenta cirurgias em animais de porte maior, estabelecendo a obrigatoriedade de condições adequadas para operações, como anestesia e estrutura física da clínica.

Os veterinários que não cumprirem as determinações do CFMV estão sujeitos a processo no conselho de ética e multa.

Fonte: Folha Online
Imagem de Dr3d5

Anúncios

20 Responses to “Resolução proíbe cirurgias estéticas em cães e gatos”


  1. 1 Carlos Eduardo 24 março, 2008 às 6:08 am

    O que o CFMV deveria se preocupar é com futuro abondono de cães de raça proibindo estas cirurgias e a extinção dessas raças.
    E também é uma falta de ética com os profissionais que aprenderam e se especializaram nas cirurgias de estética canina ministrados nas escolas de medicina veterinária.
    É hipocrisia dizer que conchectomia e caudectomia submete o animal ao sofrimento desnecessário, se for assim o banho e tosa, a estética e a humanização canina causam mais danos ao animal do que as cirurgias que estão proibidas como: estress desnecessário, dermatopatias, otites e etc.
    A classe profissional dos médicos veterinários que deveria ser consultado antes da proibição pelo conselho de classe regional dando o direito de voto (SIM ou NÃO) as cirurgias de estética.

  2. 3 marcio strogulski 5 abril, 2008 às 2:43 pm

    Bah , eu concordo com o comentario acima,se for por isso obrigatoriamente ser proibida a castração dos animais
    que é um procedimento muito mais radical,não mexendo com a estetica ,e sim com o sistema hormonal dos animais.
    É muito incoerencia!!!!!!

  3. 4 Fernanda 7 abril, 2008 às 11:24 am

    Concordo plenamente com a opinião do Marcio e do Carlos. Mesmo com a lei em vigor as pessoas vão querer manter o padrão estético de seus animais e se o médico veterinário não pode fazer as cirurúrgias os animais acabarão sendo submetidos a processos sem anestesias, analgésicos e sepsia. Não me preocupo com a questão estética, mas sim com a forma que essas cirurgias passarão a ser feitas nas mãos de pessoas não autorizadas e no desconforto e na dor que os animais serão submetidos.

  4. 5 Ricardo Duarte 1 maio, 2008 às 9:51 am

    O corte de orelhas em alguns animais tem a mesma finalidade do silicone nos seios, ou outra cirurgia plástica estética nas pessoas, então porque proibir nos animais e permitir nas pessoas?

    Pensar assim é o mesmo que ter pena de cães abandonados e não ligar para as crianças abandonadas.

    Se um animal fica mais bonito ou se uma pessoa fica mais bonita depois de uma cirurgia estética ela será mais admirada por todos, essa é a regra, além de diversas outras vantagens.

    Precisamos pensar um pouco mais adiante e não somente no efeito imediato. O que é absurdo, o que precisa ser reprimido é o charlatanismo na atividade, os maus tratos, Todos os procedimentos cirúrgicos precisam ser feitos por bons profissionais (que já são poucos) e dentro dos padrões e normas que asseguram um mínimo sofrimento, tanto às pessoas como aos outros animais.

    Vejam que a simples proibição do corte das orelhas, não vai acabar com essa prática, e pior, vai apenas fazer com que essa cirurgia seja feita somente por maus profissionais já que os melhores seguem as regras existentes.

    Quem é a favor de que médicos veterinários sejam proibidos de executar a conchectomia está a incentivar a clandestinidade.

    A mesma coisa acontece com o aborto. Apesar do aborto ser proibido no Brasil, milhares ocorrem todos os dias, só que através de charlatães, provocando mortes desnecessárias e complicações absurdas que não haveriam em outras circuntâncias.

    Portanto, justamente aquilo que gostaríamos de evitar, ou seja o sofrimento pelos animais, é incentivado pela simples aprovação de tais normas pelo conselho de veterinária.

    Já se disse, com propriedade, que de boas intenções o inferno está cheio !!!

    Outro exemplo, conforme bem esclareceu Conselho Brasileiro da Raça Dobermann , “a conchectomia na raça dobermann executada dentro de técnicas praticadas por cirurgiões veterinários competentes, com segurança e ética, não impede de maneira alguma a capacidade de expressão do comportamento natural do cão, muito pelo contrário, cortando parcialmente a aurícula dos cães de proteção no caso o dobermann, os movimentos de ereção, abaixamento e rotação das orelhas ficam facilitados dando aos mesmos melhores condições de espantar insetos e se proteger de mordidas”.

    Eu tenho dois dobermanns, um com orelha cortada e outro sem. Aquele com a orelha cortada não apresenta nenhum problema, nem de moscas !! O outro, além de estar com ela sempre sangrando, pois até nas brincadeiras entre eles ficam machucadas, é alvo fácil das moscas e bicheiras, pois o seu movimento é pesado, o que não as afasta. No verão é um suplício. Lógico que será um sofrimento muito maior e constante ao longo da sua vida.

    Falar de amor aos animais e continuar comendo carne todos os dias …Que hipocrisia.

  5. 6 Andre Rafael 16 maio, 2008 às 11:34 am

    Concordo com Carlos Eduardo 24 Março, 2008 em 6:08 am.
    Ele disse tudo.

    Mas, tem muita gente que leva para esterilizar qualquer animal em que ponha a mao. Em gatos porque, desta forma, eles nao vao para rua e ficam bem “gordinhos” (devido a disturbios hormonais, acredito.)
    Banhos com produtos quimicos nao podem ser uma coisa boa para animais.Caso muito frequente, nao e bom nem para humanos.
    Quanto ao cortar a cauda. Depois de algum tempo o visual do cao com a cauda natural nao sera tao estranho. Alem disto, a cauda serve para o balanço do animal ao andar e, principalmente ao correr.

    Grande abraço aos que amam e se preocupam com animais; ditos racionais ou nao.

    Andre Rafael

  6. 7 Daniela Duarte 27 maio, 2008 às 2:48 pm

    Olá a todos,
    sou médica veterinária e venho discordar de algumas opiniões.
    Como o Ricardo Duarte colocou;” a simples proibição do corte das orelhas, não vai acabar com essa prática” realmente acredito que não, o que não deveria ser.
    É crime matar, é crime roubar, é crime dirigir embreagado,é crime traficar animais silvestres, porém apesar de existirem “LEIS” proibindo todas essas coisas elas continuam acontecendo. Infelizmente esse é o país chamado BRASIL em que nós moramos.
    Concordo quando é colocado que todos os procedimentos em animais devem ser feitos por profissionais médicos veterinários, em centros cirúrgicos, com o animal anestesiado. Isso é o certo, é que deve ser feito quando realmente houver uma razão verdadeira para tal.
    Ninguém pergunta a um animal e é claro que ele tb não responde, se ele quer se submeter a um procedimento cirurgico para cortarem sua cauda ou sua orelha.
    Qual o benfício que esse procedimento traz ao animal?? Em ele não esbarrar com sua cauda na mesinha de centro da sala e derrubar os enfeites que estão sobre ela?? Em ficar igual a todos os PIT BULLs de orelha cortada, pq se não cortar ninguém vai saber que é um PIT BULL né.
    Na verdade esses tipos de procedimentos em nada beneficiam o animal e sim aos seus proprietários, diferentemente de cirurgias de esterilização que trazem benefícios aos animais, como prevenção de tumores e infecções no útero, esses fatos já são a bastante tempo cientificamente comprovados.
    Quanto aos profissionais médicos veterinários que continuarem fazendo essas cirurgias cabe a sociedade denunciar para que sejam punidos.
    E tenho profunda pena daqueles animais cujos proprietários irão submetê-los seu a realizar esse tipo de procedimento clandestinamente, talvez sem a antissepsia necessária, sem analgesia, em fim, merecem o país que vivem.
    Tenho certeza que todos aqueles que realmente amam e respeitam os animais pensarão assim.

    Daniela Duarte
    CRMV-RJ 8476

  7. 8 Simone Miletic 29 maio, 2008 às 4:36 pm

    Não sou veterinária mas adoro cães e gatos.

    Depois de ter cachorros por 26 anos me tornei a feliz proprietária de uma gata persa. Na época em que minha filha começou a engatinhar e quase foi arranhada pela gata o veterinário dela me explicou sobre a cirurgia de retirada da unha do gato, me dizendo que, como vivo em uma apartamento e ela não sai, isso não afetaria sua vida diária.

    Optei pela cirurgia e no dia seguinte a gata já estava bem e eu podia permitir que minha filha brincasse com ela sem medo de que algo pior acontecesse.

    Tenho uma nova gata e há meses me debato entre fazer novamente a cirurgia, já que tenho lido muitas notícias contrárias ao procedimento, mas em nenhum lugar leio o porque não, a não ser o fato de que não é natural. Como alguém disse: castrar também não é natural e acabamos por fazê-lo, as vezes pelo simples fato de que ao não cruzar por muitos anos o animal possa desenvolver alguma doença (no caso de animais do sexo feminino).

    Eu sempre confiei muito no veterinário de minhas gatas e agora fico em conflito quanto ao que fiz a primeira gata. Onde posso encontrar informações verdadeiras sobre os efeitos da cirurgia?

  8. 9 ivana brito guillen 1 agosto, 2008 às 2:59 pm

    Concordo plemanamente com a proibicao, se estes animais nasceram com orelhas e caudas, devem permanecer assim, salvo alguma patologia cuja cura esteja na amputacao de tais acessorios. Satifazer a estetica que o Homem inventou é puro egoismo. A castracao já é outra questao, visa diminuir a quantidade de caes abandonados e sujeitos a todos os tipos de maus-tratos, nao há como haver comparações.

  9. 12 Rodrigo Elias de Souza 19 dezembro, 2008 às 6:57 am

    Que falta do que fazer!!!

  10. 13 Ricardo Duarte 24 março, 2009 às 12:06 am

    Meu nome é Ricardo Duarte, sou médico veterinário formado em 1993 na FMVZ-USP. Estou postando aqui apenas para dizer que não sou o Ricardo Duarte das respostas anteriores. Trata-se de um homônimo. Aproveito para manifestar que ABOMINO cirugias estéticas para cães. Nos pneultimo hospital que trabelhei, eu exercia o cargo de diretor clínico e as cirurgias estéticas foram proibidas. O argumento do meu xará é ridículo: “Se um animal fica mais bonito {…] depois de uma cirurgia estética…” Bonito na opinião de quem? Depois de ser mutilado, Será que o animal se “achou” mais bonito? Ricardo, quando vc chegar no inferno, que o diabo corte suas orelhas.

  11. 14 alexandre 10 outubro, 2009 às 8:43 am

    meu cachorro é castrado e apos cruzamento seu menbro continuou ereto e a quatro dias n come nada. oque fazer?

  12. 16 DR3D5 10 dezembro, 2009 às 2:29 am

    VOCES UTILIZARAM MINHA IMAGEN PARA O ARTIGO… OPTIMO ENCONTREI NUMA BUSQUEDA NA INTERNETE QUE INTERESSANTE TUDO ISTO… OBRIGADO

  13. 17 Zé do peixe 24 janeiro, 2011 às 8:20 pm

    Acho que deveria proibir cães e gatos; bichos nojentos. pra que ter esses bichos dentro de casa? sei de um monte de mulher que dorme com cachorro. deixem eles lá no mato como os lobos. proibem essas pessoas de criar bichos dentro de casa.

  14. 18 Alex ( feia ) 31 julho, 2012 às 3:53 pm

    Ola Doutora onde a senhora esta atendendo preciso falar coma senhora
    Abraços
    Alex ( Feia)

  15. 19 LULY 17 julho, 2013 às 10:29 am

    CONCORDO PLENAMENTE!!! COMO OS PROFISSIONAIS APTOS ESTÃO PROIBIDOS DE EXECUTAR TAIS PROCEDIMENTOS OS LEIGOS ENTRÃO EM ACÃO. E QUEM IRÁ FISCALIZA-LOS O CRMV????VALE
    LEMBRAR!!!


  1. 1 Ao leitor « Dicas de Adestramento Trackback em 28 maio, 2008 às 3:03 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Seja bem-vindo!

Este site é uma extensão da comunidade Dicas de Adestramento do Orkut.

Leitores online

web counter

Pesquisar

A função abaixo permite que você localize rapidamente tudo que foi publicado a respeito do termo buscado.

+

Pavê ou pacomê?

Acessos

  • 710,955 visitantes desde jan/08

%d blogueiros gostam disto: