Nova lei proíbe sacrifício de animais nas carrocinhas

Agora, os bichinhos saudáveis devem ser postos para adoção. Órgãos de proteção dos animais comemoram a vitória

É oficial. A Proteção Animal está em festa. Depois de sete anos de luta, foi sancionada, pelo governador José Serra, a lei 12.916 de autoria do deputado Feliciano Filho. Chega de matança nas carrocinhas!

A partir de agora, os centros de controle de zoonoses (carrocinhas), canis municipais e congêneres não poderão mais matar os animais sadios. Antes da lei, os animais eram trancafiados e eutanaziados em 3 dias. Centenas de animais sadios e indefesos mortos diariamente, como forma de controle populacional.

A lei agora é outra: somente animais que apresentem males ou doenças incuráveis ou enfermidades infecto-contagiosas e que coloquem em risco a saúde pública podem ser eutanaziados.

A morte desses animais deve ser justificada por laudo técnico que ficará à disposição das entidades de Proteção Animal. A nova lei autoriza o Governo do Estado a fazer convênios com os municípios com o intuito de instituir políticas públicas de castração, identificação e conscientização da população.

“A aprovação dessa lei é um divisor de águas, pois acaba com uma prática arcaica, ineficaz, cruel e desumana, além de estar de acordo com o que é preconizado pela Organização Mundial de Saúde, Organização Panamericana de Saúde e com o prório BETA (Boletim da Secretaria do Estado de São Paulo)”, disse o deputado Feliciano Filho.

Angela Caruso, do Fórum de Proteção Animal, também comemora a aprovação, mas se preocupa com a capacidade de implantação nas cidades. “Em todo o Estado, existem cerca de 80 CCZs. Precisamos agora é cobrar que o Estado repasse recursos para os municípios.”

São Paulo deu a largada e agora é esperar que os outros Estados sigam o exemplo. Para quem já foi até a carrocinha, conhece o horror nos olhos dos animais que esperam pela morte. Para quem nunca foi, pode não entender a importância dessa nova lei, mas pode entender que a partir de agora, uma nova vida começa. Se você tiver coragem para lutar e proteger os mais indefesos, só vai te fazer bem, e os animais ainda agradecem!

Juliana Bussab é jornalista, gateira e fundadora da ONG Adote um Gatinho.

Anúncios

12 Responses to “Nova lei proíbe sacrifício de animais nas carrocinhas”


  1. 1 Ahdara 8 fevereiro, 2009 às 3:09 pm

    Aii que bo!
    Estava cansada de s animais…essas siiim deveriam moorrer!
    ver essas pessoas com coração de pedra sacrificando os animai…
    As pessoas que sacrificva os animais..elas siim deveriam moorrer…
    e a pessoa que fez a lei de existir a carrocinha…
    E isso ai José seerra…
    Carrociinha nunca mais.
    Animais também sentem!

  2. 2 Bruno Brito 20 março, 2009 às 11:47 pm

    Fico extremamente feliz ao ler reportagens como essa!
    Animais saudaveis devem viver, pois ele merecem viver.
    Pessoal, devemos nos concientizar que um cachorro, um gato, uma tartaruga ou seja la qual animal for… eles tambem são criatura de Deus, sentem dor, alegria fome e sede como nós!!
    Tenho certeza que aquelas pessoas que nao gostam de animais não sao felizes e as que maltratam são pessoas doentes mentalmente.
    Tenho 3 cachorros e 1 gato e se tivesse dinheiro teria muito mais.

  3. 3 Tamires e Lauany 21 julho, 2009 às 11:28 am

    Nos duas achamos que as pessoas que sacrificam animais sao assasinos.Pois nos seres humanos somos animais e nao a nenhuma rasao para sacrificar.Esses animais tem sentimentos,ao contrario de algumas pessoas que pensam que dinheiro e tudo.Quando ela morrer ela nao podera levar seu dinheiro junto.O que e mais importante da vida e o amor, pessoas como essas(que nao tem amor)despejam toda a raiva e odio nos animais.VOCES ACHAM ISSO CERTO?Ser um assasino?Que nao tem do de ninguem?

  4. 4 jane santos 2 setembro, 2009 às 9:59 pm

    fico feliz. mas espero que todos os municipios cumpram essa lei, principalmente santana de parnaiba.

  5. 5 maike 30 junho, 2010 às 7:40 pm

    que bom!
    aqui na minha cidade
    dia 28 teve a carrocinha
    fiquei muito preocupado
    eu queria te perguntar
    qual é o numero da nova lei?
    obrigado

  6. 6 NAIANA SANTIAGO 22 setembro, 2011 às 1:55 am

    A Carrocinha Voltou
    Os cães vadios de Macapá estão com os dias contados. Desde a última quinta-feira (21), o Departamento de Vigilância Sanitária do Município, através do Controle de Zoonoses esta realizando a operação de captura de cães errantes. Ação tem como objetivo manter o controle da população canina nas ruas e evitar que os cães com raiva animal, ataque os seres humanos e transmitem a raiva. O trabalho de captura dos animais será desenvolvido pela carrocinha, que recentemente foi reativada.

    Após a captura, os animais serão levados para o Canil Municipal onde ficaram por três dias a espera dos possíveis donos fazerem o seu resgate. Após esse período, os cães passam por um processo de avaliação e em seguida são colocados para adoção. Caso após esse período de adoção, o animal continue no Canil, ele poderá ser sacrificado.

    PELO VISTO A QUE EM MACAPÁ NÃO ESTÁ SENDO BEM ASSIM ! MAS JÁ ESTAMOS TOMANDO ALGUMAS ATITUDES. EU E ALGUNS AMIGOS VAMOS NO CANIL DA QUE VERIFICAR O QUE ESTA ACONTECENDO POR LÁ ! VENHO A QUE PEDIR A AJUDA DOS ÓRGÃOS COMPETENTES PARA QUE NOS AJUDEM !

  7. 7 Vitor Amadeu 27 fevereiro, 2012 às 1:49 pm

    Sou de São Paulo, da cidade de São Paulo, Zona Leste. Proibiram a carrocinha aqui. Agora os cães do bairro se agrupam as dezenas nas ruas e avenidas. Todos os dias pelo menos um vira patê.

    Parabens vocês que lutaram por essa lei!! Vocês criaram uma fábrica de sofrimento. Antes eles morriam sem dor, agora eles sangram no asfalto até a morte, passam fome e frio e viram esqueletos até algo pior acontecer. Só alguem como eu que pegou um cachorro com fratura exposta nos braços e viu que não adiantava socorrer mais porque a maioria dos ossos estava quebrada sabe que existe necessidade da carrocinha sim.

    Vocês de outras cidades pensem bem antes de pregar o fim da carrocinha. para o pessoal das ongs que mora em áreas nobres fica tudo bem, para eu que moro na periferia e ja vi alguns caes morrerem esmagados na minha frente, sei da necessidade da coleta de caes.

    Pior é saber que eles se reproduzem, geram filhotes e a roda gira. Como eu falei, essa poibição tentou ajudar e criou a maior fabrica de sofrimento e mals tratos animais que poderia existir.

  8. 8 Zé Leste 9 abril, 2012 às 6:35 pm

    Concordo com o Vitor Amadeu essa lei oficializa o fim do sofrimento, mas a realidade é outra, os cães errantes estão sofrendo muito mais, além disso estão espalhando doença, fezes pra todo lado, mau cheiro, avançando sobre pessoas, etc…

  9. 9 Geralda Edinez Belizário 8 maio, 2013 às 8:08 am

    Estou muito feliz, mas gostaria de saber se essa lei está valendo para todos os estados porque não aguento mais ver tanta crueldade com os animais tão inocentes e tão indefesos. Moro em São João Evangelista Estado de Minas Gerais. Meu nome é Geralda Edinez Belizário. Meu email é g.edinez@gmail.com

  10. 10 Giovana Bortolini Rodrigues 27 janeiro, 2016 às 2:06 pm

    ñ fico nada feliz com essa lei. por dois motivos: 1- o governo ñ faz o q propôs na lei (castrar e vacinar todos contra a raiva); 2- as pessoas se tornaram reféns de animais de rua; fui mordida por um cachorro de rua dia 18/01/2016; fazendo caminhada; estou grávida de 18 semanas; preciso da vacina, são 5 doses; o governo só liberou 2 doses; minha vida e a do meu filho está em jogo! vcs protetores desses animais vão pagar o meu tratamento? ñ a vida de dois seres humanos valem menos q a de um cachorro; a menos q esses seres humanos sejam de seus familiares. então adotem eles e tirem da rua; ou paguem a vacina p/ eles. poxa vida isso é irracional; o governo ñ dá condição de moradia p/ eles; ñ pode matar; tem q ser agredido e morrer ou começar a morder os outros? uma solução seria cadastrar todos os donos de cachorro e as respectivas crias dos mesmos e os donos teriam de se responsabilizar pelos filhotes de seus cachorros. uma monitoração com responsabilização de danos e entrega a outros do mesmos; p/ q ñ fossem largados na rua! e colocassem em risco a vida de crianças; idosos; gestantes e pessoas comuns…o governo deveria bancar a castração dos bichinhos de rua; e monitorar; mais sabemos q ñ é isso q acontece! então parem de falar e comecem a adotar! no Brasil é assim todos são cheios de opinião mais ninguém faz nada p/ melhorar! já adotei vários; e outra coisa adotar ñ significa dar casa e comida significa vacina; remédios e controle de população.


  1. 1 Perdi meu cachorro! E agora? | Penso logo Lato Trackback em 28 outubro, 2014 às 9:18 pm
  2. 2 Dicas para procurar seu cachorro perdido | Penso logo Lato Trackback em 28 outubro, 2014 às 11:00 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Seja bem-vindo!

Este site é uma extensão da comunidade Dicas de Adestramento do Orkut.

Leitores online

web counter

Pesquisar

A função abaixo permite que você localize rapidamente tudo que foi publicado a respeito do termo buscado.

+

Pavê ou pacomê?

Acessos

  • 726,650 visitantes desde jan/08

%d blogueiros gostam disto: